IMPLANTES DENTÁRIOS: CONHEÇA TÉCNICAS INOVADORAS!

Em nossa sociedade, todos sabemos a importância de ter um sorriso harmonioso. Uma vez que isso implica em diferentes atividades cotidianas, desde o relacionamento social até o profissional, a sua importância é clara tanto para os cirurgiões-dentistas, como também para os seus pacientes. Essa situação é ainda mais observável quando o paciente chega ao consultório com um ou mais dentes faltando. Apesar do edentulismo ser a realidade de muitos brasileiros, com as diferentes e modernas técnicas de Implantodontia que temos hoje, essa pode ser uma das soluções.

 

Mais do que uma questão estética, perder um dente pode trazer problemas funcionais ao paciente, uma vez que impacta diretamente na fala e na mastigação. Além disso, também podemos contar com a questão da diminuição da autoestima e uma piora na qualidade de vida do indivíduo. Por isso, a Implantodontia veio para revolucionar a vida dessas pessoas. Continue lendo para descobrir mais sobre as diferentes técnicas!

 

Como funciona o implante dentário?
Para saber mais sobre as técnicas inovadoras de implantes dentários, primeiramente é importante saber como é realizado o seu procedimento convencional. Os implantes dentários são suportes ou estruturas de titânio posicionadas, através de cirurgia, no osso maxilar abaixo da gengiva. O seu principal objetivo é fazer o papel da raiz dentária, para que então seja colocada a prótese, substituindo os dentes. Uma vez que os pinos estão fixados na mandíbula, os implantes oferecem um suporte estável para as próteses, que não podem mudar de posição e nem escorregar. Dessa maneira, o tratamento fica muito mais confortável para o paciente, uma vez que oferece mais segurança em todas as funções bucais – durante a fala e mastigação. No procedimento tradicional, após a implementação do pino de titânio, o paciente deve esperar entre quatro a seis meses, até que ocorra o período de osseointegração, para então voltar ao consultório e realizar outro procedimento para a colocação da prótese.

 

Por mais eficiente que esse procedimento seja, muitos podem achar que o seu período de espera para a finalização completa do tratamento é muito longa. Por isso, graças ao avanços na Odontologia, podemos contar com diferentes tipos de tratamentos que são tão eficazes quanto e muito mais rápidos. Confira!

 

Carga imediata: como funciona?
Os materiais utilizados no procedimento cirúrgico de Implantodontia por carga imediata são os mesmos do procedimento convencional: o pino de titânio ainda vai ser cirurgicamente posicionado no maxilar do paciente, servindo como a raiz.

 

A grande diferença está no passo a seguir. Ao invés do paciente ir embora para esperar o período de osseointegração e então voltar ao consultório, a carga imediata é uma técnica que possibilita a fixação do dente sobre o implante dentário algumas horas após a cirurgia. Isso garante, tanto ao cirurgião-dentista, como também ao paciente, uma otimização das reabilitações dentárias. Entretanto, para que esse procedimento seja realizado, o profissional precisa realizar um bom planejamento, através do estudo das radiografias do paciente, garantindo que todo o tratamento ocorra conforme o esperado.

 

As principais vantagens da carga imediata são:

  • Possibilidade de ter os dentes fixos no mesmo dia;
  • Tempo cirúrgico único, diminuindo as idas ao consultório odontológico;
  • Aparência estética instantaneamente melhorada;

Contorno da prótese (coroa) mais natural.

 

Cirurgia guiada: como funciona?
Você sabia que existem cirurgias de implantes dentários sem cortes ou pontos? É esse tipo de modernidade e de avanços que a cirurgia guiada oferece. Essa pode ser a solução para pacientes ansiosos ou até mesmo com fobias de tratamentos odontológicos. Quer saber mais sobre ela? Primeiramente devemos entender que o termo “sem cortes” indica que, diferente dos outros procedimentos, é realizado apenas um pequeno orifício, com o diâmetro exato do implante dentário. Dessa maneira, é possível realizar o posicionamento intraósseo, sem a necessidade de pontos de sutura.

 

Por mais complicada que a cirurgia parece ser, a verdade é que a precisão técnica é uma das principais características desse tratamento. Para isso, é feito um guia cirúrgico, um dispositivo adaptado que orienta o cirurgião-dentista o local, inclinação e profundidade exato que cada implante deve ser colocado.

 

A cirurgia guiada dispensa suturas porque a gengiva ajusta-se perfeitamente ao implante dentário que foi recém instalado. Como quase nenhum sangramento é esperado desta cirurgia, o pós-operatório acaba sendo muito mais simples e rápido que os outros procedimentos, além de possuir poucas restrições.

 

Como escolher o procedimento?
É importante entender que, como existem diferentes casos e complexidades em relação a necessidade de se colocar os implantes dentários, o paciente deve conversar com o seu cirurgião-dentista e, juntos, escolher qual o procedimento mais adequado para a sua situação. Da mesma forma, procure sempre por profissionais qualificados, para que possam oferecer o melhor tratamento para você. No final, o importante é a garantia de um sorriso harmônico, devolvendo à você a autoestima e a qualidade de vida que você merece!

 

AGENDE AGORA A SUA AVALIAÇÃO